Primeiro Post! Arpejos Dominantes

Oi pessoal!

Segue uma dica para improvisação em arpejos e acordes dominantes.
Me siga no Instagram e Youtube pra ficar sabendo em primeira mão de novos posts.

 

Formação : Acordes e Arpejos Dominantes

 

Os acordes dominantes tem a formação básica em:

     T             3M                 5J                   7

Tônica, Terça Maior, Quinta Justa e Sétima Menor.

Pensando em harmonia funcional, o quinto grau que é o próprio acorde dominante, tem a função de “preparação” no campo harmônico que pode ser explicada pelo trítono existente entre a terça maior e a quinta justa. O trítono tem por característica ser um intervalo de tensão.

Por esta razão temos um “contraste” de tensão e relaxamento quando tocamos o quinto grau dominante em seguida a tônica, primeiro grau.

Uma vez que a função harmônica do acorde dominante é baseada na tensão que ele gera, essa dica potencializa a função adicionando ainda mais tensão ao acorde.

Utilizamos as tensões: b9, #9, #11, b13. Nona menor, nona aumentada, décima primeira aumentada e décima terceira menor.

Os arpejos ficam com a formação:

T b9 3M 5J 7

T #9 3M 5J 7

T 3M #11 5J 7

T 3M 5J b13 7

Cada um com uma sonoridade específica. Experimente todos e descubra em quais situações eles se encaixam melhor. Para baixar um tab com a formação dos arpejos que eu utilizo, clique no link: http://eepurl.com/c1JF7r

Bons estudos!

 

MB

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *